O que é SEO e qual a importância para a sua empresa ou negócio?

Pontos Chave de SEO

  • A optimização dos motores de pesquisa (SEO) é o processo de aumentar a visibilidade da pesquisa orgânica (não paga) de modo a crescer o reconhecimento da marca, direcionar tráfego qualificado para o site e proteger a reputação da marca.
  • O SEO é uma tremenda forma de impulsionar lucros e o retorno do investimento (ROI), porque a pesquisa on-line é uma parte essencial no processo de compra dos clientes.
  • O SEO é o esforço de uma equipa, que envolve o responsável do marketing, diretores de marketing digital e de SEO, assim como outros membros da equipa tais como analistas, criadores de conteúdo e departamento técnico web.

Aproximadamente 84.5% da população total de Portugal tem acesso à Internet. Considere que os resultados de pesquisa orgânica do Google geram aproximadamente 20x mais cliques que os anúncios pagos no computador e 10x mais cliques em dispositivos móveis. Por outras palavras as equipas de marketing inteligentes investem na otimização dos resultados dos motores de pesquisa (SEO).

No entanto, ao contrário da publicidade tradicional e PPC (Pagar Por Clique), não é possível vencer apenas investindo dinheiro e recursos sem lógica. Para vencer os seus concorrentes na otimização dos resultados de pesquisa é necessário saber o que é o SEO, e como estrategicamente investir.

20x

Os resultados de pesquisa orgânica geram 20x mais cliques do que os anúncios pagos

84.5%

Segundo o INE 84.5% da população em Portugal acedeu à internet em 2020

Existem no entanto muitos decisores que não querem saber como foi feita a refeição que estão a comer, desde que saiba bem.

Mas há que ser mais perspicaz. Certamente reconhece que os hábitos de consumo estão constantemente a mudar, portanto o marketing tem de evoluir de modo a continuar a ser rentável. Também sabe que é impossível fazer o investimento certo em SEO se não tiver uma ideia do que é.

Este artigo foi então escrito como uma introdução aos conceitos básicos de SEO para gerentes, proprietários de negócios e chefes de equipa de marketing.

Não serão discutidos os detalhes de como fazer SEO, mas será dada uma explicação dos elementos fundamentais de SEO que o irá ajudar a tomar melhores decisões de investimento no canal de pesquisa orgânica, de forma a poder obter melhores resultados para a sua empresa, serviços e produtos.

Sumariamente serão abordados os seguintes tópicos:

  • O que é o SEO?
  • Benefícios nos negócios da pesquisa orgânica
  • Elementos chave da otimização dos motores de pesquisa
  • Considerações a ter antes de implementar uma estratégia de SEO
  • Se deve ou não contratar uma empresa SEO externa

O que é o SEO no marketing?


Optimização de Motores de Pesquisa (SEO)

SEO é um acrônimo para otimização de motores de pesquisa (do inglês Search Engine Optimization). Refere-se ao processo de aumentar a visibilidade orgânica (não paga) dos motores de pesquisa de modo a crescer o reconhecimento da marca, direcionar tráfego qualificado para o site e proteger a reputação da marca.


O SEO é um processo multifacetado que envolve tanto o website como elementos externos para melhorar as classificações dos resultados nos motores de pesquisa e gerar tráfego orgânico de elevada qualidade.

Quando os profissionais de marketing discutem SEO, a conversação por norma é focada em coisas como palavras-chave, algoritmos do Google e backlinks. No entanto, SEO é o alinhamento entre a sua audiência, a forma como pensam, e o intuito por detrás das pesquisas que fazem no Google ou outros motores de pesquisa como o Bing, Yahoo, etc. Basicamente é saber o que é que a sua audiência procura, porque o fazem, e depois fornecer-lhes a melhor resposta.

Em última análise, o marketing de SEO ajuda-o(a) a atrair a sua audiência alvo em cada fase da jornada de compra do cliente, e que resulta em mais pontos de contacto com a marca, leads (contactos), conversões e lucro.

Qual a diferença entre SEO e PPC?

Existe uma quantidade de diferenças base entre SEO e PPC. Quanto mais compreender essas diferenças, mais consegue perceber como se encaixam na sua estratégia global de marketing e como melhor tirar proveito do SEO.

Tanto a otimização dos motores de pesquisa como o PPC (pagar por cliques) são estratégias de gerar mais tráfego para o seu website. A diferença é como é que esse tráfego é adquirido.

Como funciona o SEO

A internet fornece á humanidade acesso a praticamente informação infinita. No entanto, poucas pessoas sabem como funcionam os motores de pesquisa de modo a rapidamente entregar apenas a resposta exata. Se ainda não viu, recomendo a que veja a apresentação da Google para iniciantes, em como a pesquisa funciona.

Mas, se não tem tempo, em baixo resumimos o que pertence aos mecanismos de pesquisa.

Rastreadores visitam o seu site de modo a perceber do que se trata. Estes pequenos visitantes vêm o tipo de conteúdo que o utilizador do site vê, como o texto e imagens, assim como coisas que os utilizadores não vêm como dados estruturados, o texto alternativo das imagens, entre diversas outras coisas.

Estes rastreadores fazem isto entre biliões de páginas existentes na internet de forma a compreenderem cada página de cada site, e como todas estas páginas se relacionam entre si tanto internamente como externamente.

Depois, devolvem a informação aos servidores onde os algoritmos dos motores de pesquisa classificam o seu conteúdo com base num conjunto específico de critérios. Por exemplo, tem conteúdo relevante que satisfaça os termos de pesquisa dos utilizadores? O seu website funciona bem nas pesquisas feitas em dispositivos móveis? É considerado um especialista no tópico usado na pesquisa?

De que forma o seu site se classifica nas páginas de resultados dos motores de pesquisa (SERPs) depende de diversos fatores, incluindo a forma como otimizou o seu conteúdo para obter classificações para palavras-chave relevantes e a qualidade geral que consegue fornecer da experiência do utilizador ao visitar a sua página.

Fatores de Classificação do Google

Letreiro da Google num artigo sobre SEO para empresários e gestores de empresas

Como é que o Google decide o que vai colocar no topo dos resultados de pesquisa?

Baseia-se em aproximadamente 200 fatores de classificação, sendo alguns fatores mais importantes do que outros. Por exemplo, importa a velocidade de carregamento da sua página, mas a qualidade do conteúdo importa ainda mais. Além do mais, algumas meta tags são críticas para um bom desempenho do seu site nas pesquisas, enquanto outras, como as descrições meta não são consideradas fatores de classificação.

Algo que é plenamente consistente nas definições do Google é que está sempre à procura de elevada qualidade. Para esse fim, pode encontrar aqui as Diretrizes de Qualidade da Google.

Os fatores de classificação SEO relacionados com todo o site incluem:

  • Volume de tráfego do site
  • Confiança do domínio
  • Mapa do site em XML
  • Certificado SSL
  • HTML simplificado
  • Arquitetura do site
  • A qualidade do conteúdo
  • Experiência do utilizador
  • Links internos
  • Backlinks de domínios autoritários

Os fatores de classificação SEO relacionados com páginas individuais (SEO on-page) incluem:

  • Palavras-chave
  • URL
  • Title tag
  • Semântica nos cabeçalhos da página
  • Qualidade do conteúdo
  • Schema markup
  • Links internos para a página
  • Backlinks de páginas autoritárias
  • Texto âncora de links inbound
  • Texto envolvente

Em última análise, o objetivo do SEO é otimizar páginas do seu site de modo a estarem alinhadas com o que os utilizadores pretendem quando pesquisam por algo. A Google encoraja a que se construa páginas primariamente para os utilizadores, e não para os motores de pesquisa, dando aos utilizadores o melhor conteúdo relativo à sua consulta de pesquisa.

Como funciona o PPC?

Com a publicidade PPC (Pagar por Clique), paga para mostrar nas áreas de anúncios nas páginas de resultados dos motores de pesquisa, para palavras-chave específicas. Quando alguém clica no seu anúncio, paga uma comissão, quer o utilizador tenha ou não tido intenção de clicar.

O montante que paga por clique depende de um número de fatores, incluindo:

  • Quantas organizações estão a licitar para a mesma palavra-chave
  • A quantia que está disposto(a) a pagar vs os seus competidores
  • A qualidade do seu anúncio
  • Dia da semana e hora do dia relativamente à procura

A vantagem do PPC é que lhe permite enviar rapidamente tráfego para páginas específicas do seu site. Isto pode ser particularmente útil para algo que seja sensível ao tempo, tais como testes, promoções, vendas, eventos, etc.

Uma grande desvantagem do PPC é que se pode tornar um canal de aquisição de tráfego bastante dispendioso. Adicionalmente, no momento em que parar de investir em anúncios PPC, literalmente o tráfego para. Não existe efeito residual. A única forma de manter o tráfego PPC é despejar um constante fluxo de dinheiro neste canal.

Esta é uma das razões pela qual o SEO é um melhor investimento ao longo do tempo. Mesmo não tendo os resultados imediatos como o PPC, vai colher benefícios da utilização de SEO durante muito mais tempo, com o benefício adicional de obter resultados compostos. Uma página que se classifica na primeira página dos resultados de pesquisa orgânica pode gerar tráfego anos depois de inicialmente a ter criado.

Benefícios de SEO para empresas

5.3x

O SEO fornece um ROI de 5.3x comparado com o de 2x de anúncios pagos

10x

Estatisticamente, em média o SEO gera 10x mais tráfego do que as redes sociais

70%

Os consumidores fazem 70% da sua pesquisa on-line antes de comprarem

As estatísticas de SEO em cima provam que há significativamente mais benefícios para as empresas em utilizar SEO. Isto esclarece ainda mais porque deve ser parte integrante no marketing digital da sua empresa.

Para os decisores de uma empresa, a optimização dos motores de pesquisa amplifica o crescimento orgânico e reduz o risco, o que gera mais receita e aumenta o valor para os proprietários da empresa.

Mais especificamente, os investimentos em SEO retornam inúmeros benefícios, incluindo o reconhecimento e reputação da empresa, mais tráfego para o site, uma maior fidelidade dos clientes e um baixo custo na aquisição de clientes.

Aumento de receitas nas vendas

Quando feito efetivamente, o SEO é um tremendo condutor de receitas de vendas.

  • São feitas mais de 8.2 biliões de pesquisas todos os dias.
  • A Google indica que o ROI do tráfego de pesquisa orgânico é de 5.3x, comparado com apenas 2x dos anúncios pagos.
  • 49% dos profissionais de marketing acreditam que o SEO tem o ROI mais elevado de qualquer canal de marketing.
  • No geral, o tráfego de SEO é 5x superior do que o de PPC e 10x superior ao de redes sociais.
  • Os consumidores fazem primeiro até 70% de pesquisas on-line antes de adquirirem um produto ou serviço.

O Google é parte integrante da nossa vida pessoal e profissional. Usamo-lo para nos guiar em decisões de compra, pesquisa de produtos, e encontrar respostas aos nossos problemas. Usamo-lo para encontrar negócios locais e decidir qual a melhor bicicleta que devemos comprar.

A optimização dos motores de pesquisa permite-lhe estar presente em todas as fases de compra do cliente, desde o momento em que se apercebem que têm um problema, até à compra em si e tudo o que existe entre estas duas fases. Ao criar conteúdo de elevado valor e que se alinha com o que o utilizador pretende, pode apresentar-se aos potenciais clientes em todas as fases do seu funil de marketing.

As empresas que não utilizam o SEO como parte do seu kit de ferramentas de marketing digital perdem uma significativa quantidade de potencial receita. Seja o seu objetivo vender mais produtos, gerar leads, aumentar a visibilidade da sua marca ou até mesmo capturar tráfego de anúncios no YouTube, utilizar o SEO pode ajudar a atingir esses objetivos.

Melhorar as margens de lucro

A optimização dos resultados dos motores de pesquisa reduz o custo de aquisição de clientes e aumenta a valor da vida útil desses clientes.

Considere a diferença entre SEO e outros canais de marketing digital como o PPC, anúncios nas redes sociais ou a publicidade gráfica. A maioria do marketing digital interrompe a experiência on-line de uma pessoa. Por outras palavras, cria uma fricção. Por exemplo está a ver o seu feed no Facebook e aparece um anúncio, ou está a ler um artigo e a barra lateral começa a piscar com um anúncio de produtos. É irritante…

Com SEO não existe essa interrupção na experiência do utilizador. Quando uma pessoa procura por algo, está à procura de respostas. Ao lhe fornecer conteúdo com valor que combina com o que procuram, está a facilitar-lhes o caminho para o objetivo.

Não apenas evita potencial interrupções ao cliente, como o SEO tem uma ROI mais elevado que muitos outras formas de marketing digital. Por exemplo, com anúncios PPC, tem de pagar por cada visitante que chega ao seu site, o que aumenta significativamente o custo de aquisição do cliente.

Embora o SEO requeira um investimento inicial para criar e otimizar páginas, um único bloco de conteúdo poder por vezes gerar tráfego durantes meses, ou até anos após a sua criação. Á medida que cria um eco sistema de conteúdo relevante e o seu site ganha um reconhecimento de autoridade sobre certos tópicos, torna-se gradualmente mais fácil de conseguir melhores classificações no Google. É como à medida que a maré sobe, sobem todos os barcos, e como resultado final o custo de aquisição de clientes ao longo do tempo é muito inferior.

Reduzir o risco da marca

O SEO também lhe permite proteger a reputação da sua marca. Quando alguém faz uma pesquisa no Google pelo nome da sua empresa ou produto, quer estar na primeira página de resultados da pesquisa. Certamente não pretende que quem faz a pesquisa veja comentários negativos de um qualquer cliente aleatório desapontado ou uma cruel notícia de algo menos positivo que se passou com a sua empresa.

O SEO permite-lhe controlar os resultados de pesquisa e assegurar que o conteúdo que melhor reflete a sua empresa está nos primeiros resultados de pesquisa. Isto ajuda a balançar a cobertura da sua marca entre os mais importantes motores de pesquisa.

Além de proteger a identidade da sua marca, o SEO também tem um importante papel no aumento da confiança do cliente. Quando fornece o tipo de informação que o cliente procura (pelas palavras deles), começam a associar a sua marca ou empresa a quem lhes fornece informação útil e conhecimento.

Ao dispender do tempo e energia necessária para criar excelente conteúdo que responde às questões dos utilizadores, pode em cada peça de conteúdo que produz e publica, construir uma relação de confiança com o cliente. Como resultado, os visitantes tornam-se mais predispostos a comprar-lhe a si, uma vez que valorizam a sua marca ou empresa como uma autoridade na indústria onde opera.

Também se torna mais fácil esses visitantes ignorarem os ocasionais comentários menos positivos que encontram, uma vez que a grande maioria dos comentários que vão encontrar são positivos.

Elementos chave numa estratégia de SEO

Uma coisa é saber que a optimização dos resultados de pesquisa é importante e tem um tremendo benefício para o seu negócio. Mas na verdade, executar uma estratégia baseada nas melhores práticas de SEO que obtenha resultados é algo completamente diferente.

SEO Técnico

SEO técnico é a fundação para a otimização do seu site. Se se focar na optimização do conteúdo da página, mas no entanto a infraestrutura técnica da página for fraca, irá comprometer a possibilidade de ter uma boa classificação no Google.

O SEO técnico é o processo de otimizar um site para atender aos requisitos técnicos do Google. As principais categorias do SEO técnico incluem:

  • Rastreio
  • Indexação das páginas
  • Arquitetura do site
  • URLs
  • Renderização da página

Rastreio

Primeiro, é preciso termos a certeza que o Google consegue rastrear as páginas do seu site. Iria ficar surpreso quantas vezes acontece existirem páginas que não permitem que o Google as descubra. Este problema tanto acontece em sites de pequenos negócios, como a sites de grandes empresas.

Se uma página de um site, por alguma razão não puder ser descoberta pelo Google passa desde logo a ser impossível classificá-la.

Indexação

Para assegurar que as suas páginas são indexadas, verifique que está a usar corretamente um Sitemap XML (o mapa do conteúdo do site em formato XML). Tenha a certeza que todas as páginas que pretende que sejam indexadas pelo Google estão incluídas nos apropriados sub sitemaps e que todos os arquivos e páginas que não pretende indexar sejam excluídas.

Arquitetura do Site

De seguida, foque-se na arquitetura do site. A estrutura do site é muito importante para que tanto os rastreadores do Google compreendam como as páginas do seu site se relacionam, assim como para os utilizadores seja fácil encontrar o que procuram. Crie uma arquitetura simples, intuitiva e bastante organizada.

URLs

O mesmo se aplica para o formato URL que usa. Curto, descritivo e URLs fáceis de ler que contenham a palavra-chave primária da página irá igualmente ajudar ao Google e aos utilizadores do conteúdo e objetivo da página. O URL do site www.oseusite.pt/contactos é sem dúvida mais fácil de se perceber do que www.oseusite.pt/x39r-b922.

Experiência na página e usabilidade

O desempenho técnico e a funcionalidade do seu site são partes críticas e vitais para fornecer aos visitantes do seu site uma boa experiência. Os indicadores de experiência na página são uma coleção de métricas usadas para medir a performance da página de um site, e por sua vez, a experiência do utilizador.

Existem seis indicadores de experiência na página que a Google tem em consideração. As três primeiras sãos as chamadas Core Web Vitals, e incluem:

  • Maior exibição de conteúdo (LCP) – Mede a rapidez de carregamento de uma página no navegador.
  • Latência na primeira entrada (FID) – Mede o quão rápido um utilizador pode interagir com uma página.
  • Mudança de layout cumulativa (CLS) – Mede a estabilidade visual de uma página web (quantos elementos mudam de posição quando a página está a carregar).

As outras três experiências que o Google prioriza são:

  • Compatibilidade com dispositivos móveis – Se um site pode ser facilmente usado em dispositivos móveis.
  • HTTPS – Se um site possui uma conexão segura através de SSL.
  • Nenhum intersticial intrusivo – Assegura que pop-ups ou anúncios não perturbem a experiência de navegação.

Em iguais condições, o Google irá priorizar as páginas nos resultados de pesquisa que tenham melhores pontuações nas Core Web Vitals. Existem diversas formas de melhorar as pontuações das Core Web Vitals, tal como a otimização do tamanho das imagens, implementar um sistema de cache para o navegador, colocar os anúncios em áreas reservadas, etc.

A forma mais simples de medir as pontuações das Core Web Vitals é usando a Google Search Console ou a ferramenta PageSpeed Insights da Google. Isto também irá permitir receber recomendações específicas para melhorar cada página.

Qualidade do Conteúdo e Alinhamento

Embora o desempenho técnico do seu site é muito importante, o conteúdo das suas páginas web ainda o são mais, como a própria Google o diz:


Logo da Google - G

“Uma ótima experiência na página não substitui um conteúdo de qualidade. No entanto, quando há várias páginas com relevância semelhante, a experiência se torna muito mais importante para a visibilidade na Pesquisa.”

— Google

Em iguais condições, a Google favorece páginas com o melhor conteúdo. O que significa o “melhor” conteúdo? Estes, são dois elementos importantes:

  • Qualidade
  • Alinhamento com a intenção de pesquisa

Estes são dois lados da mesma moeda. Conteúdo de marketing com qualidade aborda totalmente um tópico de modo a que uma pessoa possa encontrar a informação que precisa sem voltar atrás para os resultados de pesquisa e procurar informação adicional em outros sites. (Ter um blog no site é normalmente uma forma efetiva de gerar tráfego a partir de conteúdo de elevada qualidade de forma consistente).

Isto não significa necessariamente que o conteúdo tem de ser longo, embora por norma seja necessário algum tamanho de modo a cobrir de forma suficiente um determinado tópico.

Por exemplo faça uma pesquisa sobre diversos assuntos, verifique os primeiros resultados orgânicos e possivelmente irá encontrar uns mais longos do que outros, e alguns são efetivamente pequenos porque é a informação necessária para o tópico. Outros tópicos necessitam de muito mais conteúdo para abordar o tópico de forma mais profunda.

Embora possa parecer simples, uma boa regra é que o conteúdo de qualidade apenas diz o que tem de ser dito, tendo em conta o tópico, a audiência, o propósito da página, etc.

Com isto em mente, é importante regularmente fazer uma auditora SEO ao conteúdo para remover conteúdo não eficiente, eliminar conteúdo duplicado e assegurar-se que a sua libraria de conteúdo é forte.

Intenção da Pesquisa e Alinhamento

SEO - Optimização dos Motores de Pesquisa 6

A intenção de pesquisa é o objetivo que o utilizador tem em mente quando introduz uma consulta de pesquisa no Google. Por exemplo, quando alguém pesquisa por “chuteiras para criança” possivelmente procuram páginas onde possam comprar chuteiras, neste caso para crianças.

Se procuram por “melhores chuteiras para crianças” possivelmente estão á procura de informações sobre diversas chuteiras, marcas, qualidade, comentários e avaliações de outros compradores.

Se procurarem por “chuteiras adidas K150”, então especificamente pretendem comprar chuteiras especificas de uma marca e um modelo, que pelo nosso exemplo inventado será um modelo de criança.

Para se classificar nos resultados de pesquisa do Google, não precisa apenas de saber o que a sua audiência procura, mas também porquê que o procuram. As palavras-chave são importantes, mas não contam a história toda. Aplique um pouco de psicologia do utilizador e a voz do consumidor para melhor compreender a intenção de pesquisa escondida das diferentes consultas no Google.

Outro fator é o ponto na jornada de compra do cliente em que mais provavelmente fazem esta ou aquela consulta.

Uma estratégia de SEO eficiente envolve criar conteúdo de elevada qualidade que se aproxima o mais possível com a intenção de pesquisa durante a jornada de compra do cliente. Quando alguém chega a uma página do seu site através dos resultados de pesquisa, imediatamente deverá ser claro para essa pessoa que a página é exatamente o que tinha em mente quando introduziram ou falaram aquelas palavras no Google. Consiga isto e veja a sua taxa de conversão a aumentar.

Popularidade e confiança (E-A-T)

Um elemento adicional de uma estratégia de SEO efetiva é construir a popularidade e confiança do seu site. Em regra geral, o Google prefere classificar melhor páginas reconhecidas, de boa reputação e sites de confiança que têm um PageRank mais elevado.

Como é que o Google determina se um website tem boa reputação? Alguns dos fatores importantes incluem:

  • Menções e ligações a partir de sites de elevada qualidade
  • Qualidade do conteúdo no site

Adicionalmente, a Google tem aumentado a medição do E-A-T de um site relativo às determinações de classificação. E-A-T significa:

  • Especialização
  • Reconhecimento
  • Confiança

(E-A-T em Inglês – Expertise, Authoritativeness, e Trustworthiness)

Nos guias de qualidade do Google, é declarado a E-A-T como dos fatores mais importantes usados para determinar a qualidade geral de uma página web.

Mais especificamente a Google clarifica que eles determinam a E-A-T de uma página através do seguinte:

  • A especialização do autor do Conteúdo Principal
  • O reconhecimento do autor do Conteúdo Principal, do Conteúdo Principal em si e do website
  • A confiança do criador do Conteúdo Principal, do Conteúdo Principal em si e do website.

O Google E-A-T é especialmente importante em sites que têm impacto nas suas finanças, saúde, segurança e/ou felicidade. Sites de “O seu Dinheiro ou a sua Vida” (YMYL – Your Money or Your Life) são mantidos nos mais altos possíveis padrões E-A-T devido ao tópico que abordam e o que significam para o utilizador se a informação que transmitem for deturpada.

Se o seu site, por exemplo, está na área de serviços financeiros ou de conselhos médicos, tenha uma especial atenção a que o site transmita substanciais sinais E-A-T para o Google.

Quem é responsável pelo SEO?

SEO - Optimização dos Motores de Pesquisa 7

Por norma, em organizações de maior dimensão a optimização dos motores de pesquisa fica a cargo da direção de marketing, visto ser um canal de marketing. No entanto, e consoante a dimensão da empresa e das habilidades necessárias para executar uma estratégia de SEO efetiva existe uma elevada probabilidade de a direção de marketing não estar envolvida nas atividades diárias de SEO.

Essa responsabilidade fica então por norma da responsabilidade da direção do marketing digital ou do diretor de SEO. Adicionalmente diversas pessoas serão responsáveis por diferentes aspetos de SEO, tais como a gestão do projeto, a pesquisa de tópicos e de palavras-chave, a criação de conteúdo, a análise de páginas, as otimizações técnicas, a construção de links, etc.

Ao nível da direção da empresa, o SEO deveria ser o centro da percepção do público, ajudando a direcionar todos os esforços de marketing. No entanto, uma grande parte dos executivos das empresas falham em tirar partido do potencial do tráfego orgânico, e a criar valor para a empresa.

De acordo com um estudo da Forrester Consulting:

Os líderes das empresas pensam muito pequeno quando se trata de SEO. As empresas precisam de líderes que adotem uma nova forma de pensar acerca de SEO para superar as principais dificuldades. Os líderes que realmente desejam dominar o mercado precisam de direcionar investimentos para o SEO de forma a melhorar de forma clara e mesurável a marca, que por sua vez irá gerar a longo prazo um crescimento do negócio e da reputação da empresa, e não apenas a fazer chegar tráfego ao site.

Deve contratar uma empresa externa ou ter um departamento SEO na empresa?

A questão se deve contratar externamente ou ter o próprio departamento de SEO na empresa resume-se a três fatores primários:

  • Orçamento
  • Especialização
  • Velocidade de resultados

Para ter um departamento de SEO precisa de ter orçamento para contratar funcionários, formá-los quando necessário e manter o departamento. A otimização dos resultados de pesquisa é um processo de trabalho intensivo que necessita de uma equipa dedicada para obter resultados significantes.

Esta equipas precisam de ter um profundo conhecimento da otimização técnica, saber utilizar ferramentas como o Google Analytics, Bing Webmaster tools, Moz ou Ahrefs, entre outras, assim como saberem fazer pesquisa de palavras-chave, otimização on-page, off-page, estratégia de conteúdos, construção de links, entre outras.

Ao contratar uma empresa especializada em SEO os seus funcionários terão um acesso rápido a um elevado nível de conhecimento de SEO. Como resultado, irá ser possível obter mais resultados orgânicos e em menos tempo, do que fazê-lo por si mesmo.

Quando contrata serviços SEO, tem três opções:

  • Contratar uma empresa especializada na optimização de resultados nos motores de pesquisa
  • Contratar uma agência de marketing digital (que tenham SEO como um dos serviços prestados)
  • Trabalhar com um freelancer ou consultor especializado

Para o seu negócio, contratar uma empresa ou uma pessoa especializada em SEO, é a forma mais segura de escalar os seus esforços. Poderá ter uma equipa mais pequena na empresa focada na implementação, enquanto o seu parceiro SEO trata de toda a parte mais pesada.

No entanto, para conseguir alcançar o sucesso sem correr riscos, é imprescindível que primeiro faça as perguntas certas. Existem empresas que podem parecer uma pechincha e que trazem resultados muito rapidamente, até que um dia o seu site é penalizado pelo Google por utilizar táticas indevidas como encher páginas com uma palavra-chave específica e/ou comprar backlinks.

O tempo de recuperação de um site que tenha sido penalizado pelo Google pode ser longo e atribulado, e por consequência dispendioso.

SEO é o futuro

Existe algo muito claro, é que o SEO apenas vai ter cada vez mais importância. Á medida que o volume de informação on-line disponível para os consumidores aumenta, a dependência que têm da pesquisa vai continuar a aumentar.

As empresas que apostem hoje no SEO irão colher os frutos no futuro. Serão capazes de se conectar a uma maior audiência, gerar mais vendas e receitas e criar a fidelidade do cliente com a marca, ao contrário das empresas que continuam a menosprezar o SEO.

Embora o Bing e o Yahoo, entre outros, façam parte do panorama dos motores de pesquisa no mercado, este artigo é focado em especial no Google, dado ser o motor de pesquisa com quase a totalidade de quota no mercado.

Volte a uma secção

O que é SEO (Otimização de Motores de Pesquisa) - Guia para empresas

Acerca do Autor